• A Estratégia
    A Estratégia
  • As Parcerias
    As Parcerias

A sigla Leader significa «Relações entre ações de desenvolvimento rural». Como o seu nome o sugere, trata-se mais de um método de mobilizar e incentivar o desenvolvimento nas comunidades rurais locais, do que de um conjunto fixo de medidas a implementar. A experiência demonstrou que a abordagem Leader pode mudar realmente o quotidiano das populações nas zonas rurais. Pode desempenhar um importante papel ao incentivar respostas inovadoras para velhos e novos problemas rurais, funcionando como uma espécie de «laboratório» para o desenvolvimento de capacidades locais e para a experimentação de novas formas de satisfazer as necessidades das comunidades rurais.

As informações obtidas através de avaliações e diretamente dos agentes do mundo rural indicam que a abordagem Leader é um instrumento que funciona de modo adequado em situações e tipos de zonas muito diferentes, adaptando a elaboração de políticas rurais à extrema diversidade das necessidades das zonas correspondentes. Por essas razões, tornou-se uma parte integrante da política de desenvolvimento rural. Ao incentivar a participação local na definição e implementação de estratégias de desenvolvimento sustentável, a abordagem Leader pode revelar-se um recurso precioso para a futura política rural.

A abordagem Leader incentiva os territórios rurais a explorarem novas formas de se tornarem ou permanecerem competitivos, de utilizarem da melhor maneira os seus trunfos e de vencerem os desafios que possam enfrentar, como envelhecimento da população, níveis reduzidos de oferta de serviços ou falta de oportunidades de emprego. Desse modo, a abordagem Leader contribui para melhorar a qualidade de vida nas zonas rurais, tanto das famílias de agricultores como da população a nível mais amplo, utilizando uma abordagem global de resolução dos problemas dessas zonas. Por exemplo, a abordagem Leader reconhece que ser competitivo a nível da produção de alimentos, desfrutar de um ambiente atraente e criar oportunidades de emprego para a população local constituem aspetos complementares da vida rural, que exigem competências específicas, tecnologias adequadas e serviços que devem ser encarados como um conjunto coerente e acompanhados de medidas políticas específicas.